Polícia Federal diz que assassinato de Bruno Pereira e Dom Phillips não teve mandante 

Reprodução/Arquivo Pessoal

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

No comunicado, o órgão afirma Amarildo da Costa Oliveira e Oseney da Costa de Oliveira, irmãos que admitiram ter cometido o crime, agiram sozinhos

Polícia Federal emitiu uma nota na tarde desta sexta-feira (17), informando que as investigações sobre o assassinato do indigenista Bruno Araújo Pereira e o jornalista britânico Dom Phillips indicam que não houve um mandante. No comunicado, o órgão afirma Amarildo da Costa Oliveira e Oseney da Costa de Oliveira, irmãos que admitiram ter cometido o crime, agiram sozinhos. Os policiais também descartaram, neste momento, o envolvimento de facções criminosas no episódio. Apesar disso, segundo o texto, “com o avanço das diligências, novas prisões poderão ocorrer”.

Fonte Jovem Pan News
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.