Analistas da Argentina projetam inflação de 72,6% para 2022

Pixabay

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Relatório foi divulgado na sexta-feira (4), e faz parte da Pesquisa de Expectativas de Mercado, que analisou dados da última semana de maio deste ano

Um novo relatório mensal dos analisas do Banco Central da República Argentina projetou um aumento de 72,6% na inflação para todo o ano de 2022. O relatório foi divulgado na sexta-feira (4), e mostra um crescimento de 7,5 pontos percentuais em relação à medição anterior. A projeção está inclusa no relatório Pesquisa de Expectativas de Mercado e levou em conta uma análise da última semana de maio. A projeção para a inflação em 2023 também registrou aumento e foi para 60%. Em ambos os casos, as expectativas se afastaram das faixas de 38-48% para 2022 e 34-42% para 2023 que estão previstas no acordo firmado pelo governo argentino com o Fundo Monetário Internacional (FMI) para refinanciar dívidas superiores a US$ 40 bilhões, que contemplava a possibilidade de revisão desses números em função de novos choques na economia global.

A inflação da Argentina é uma das maiores da América Latina e registrou aumento interanual de 58% e mensal de 6% em abril, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística e Censos (Indec). Para dezembro de 2022, a expectativa da taxa de câmbio nominal é de 157,97 pesos por dólar, valor superior ao de 120,68 pesos por dólar registrado no fechamento do mercado atacadista argentino nesta sexta-feira, 3. Em contrapartida,  expectativa dos analistas é de que o PIB argentino cresça 3,3% em 2022, 0,2 ponto percentual abaixo da prévia anterior. Para 2023, a projeção é de crescimento de 2%.

Fonte Jovem Pan News
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.