Cruzeiro vence o Náutico e assume a liderança da Série B pela primeira vez desde o rebaixamento

Staff Images

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O Cruzeiro embalou. O time celeste venceu o Náutico por 1 a 0 nesse domingo, chegou à quarta vitória seguida na Série B do Brasileiro e assumiu, pela primeira vez na Segunda Divisão, a liderança da competição, com 16 pontos. O volante Willian Oliveira marcou o único gol da partida, disputada no Estádio dos Aflitos, em Recife.

Essa já é a melhor campanha do Cruzeiro na Série B. Nas duas últimas edições, o time celeste tinha como melhor posição um nono lugar em 2020. Neste ano, a equipe comandada por Paulo Pezzolano entrou no G-4 na quinta rodada. Agora, com cinco vitórias em sete jogos, chega ao topo da tabela na sétima rodada. 

Na próxima rodada, o Cruzeiro recebe o Sampaio Corrêa, no domingo (22), às 11h, no Mineirão. Já o Náutico joga na quinta-feira (19), às 21h30, contra o CSA, nos Aflitos. 

Primeiro tempo

Paulo Pezzolano fez alterações no Cruzeiro que venceu o Remo, na última quinta-feira, pela Copa do Brasil. O treinador celeste mexeu no ataque celeste, e deixou Edu, Jajá e Luvannor no banco. Daniel Junior, Marcelinho e Rafa Silva ganharam oportunidades na equipe titular. 

Embalado pela classificação nos pênaltis na Copa do Brasil durante a semana, o Cruzeiro começou indo para cima do Náutico, mesmo jogando fora de casa. O time de Pezzolano dominou o primeiro tempo, construiu a maioria das ações ofensivas e teve mais posse de bola. O Náutico ficou preso na defesa, conseguindo apenas uma ou outra jogada de contra-ataque. 

Mesmo com o controle do primeiro tempo, a equipe celeste custou a balançar as redes. Algumas jogadas paravam nas defesas do goleiro Lucas Perri, outras os atacantes do Cruzeiro pecavam nas finalizações. A história mudou aos 38 minutos. Willian Oliveira roubou a bola na intermediária, tocou e correu para receber na frente. Canesin lançou o volante, que tocou por cima do goleiro para abrir o placar. Um “golaço”, como o próprio autor definiu. 

Segundo tempo

Na etapa final, o Náutico equilibrou um pouco mais as ações ofensivas. Os donos da casa foram para o ataque em busca do empate, deixando o jogo mais aberto. Os dois treinadores promoveram muitas mudanças, mas nenhuma equipe chegou com grande perigo ao gol adversário. 

O Cruzeiro até tentou aumentar a vantagem no placar, mas sem muita eficiência no ataque. A equipe celeste fechou a marcação e dificultou a vida do Náutico, que se lançou ao ataque. Conforme o tempo ia passando, o time de Pezzolano mais administrou o resultado para comemorar a liderança da Série B pela primeira vez. 

Ficha técnica:

Náutico 

Lucas Perri; Bryan, Camutanga (Carlão), Bruno Bispo e Ailton Silva (Thássio); Djavan, Ralph (Pedro Vitor), Rhaldney e Jean Carlos; Luis Phelipe (Eduardo) e Amarildo (Júlio). Técnico: Roberto Fernandes

Cruzeiro 

Rafael Cabral; Zé Ivaldo (Rômula), Oliveira, Eduardo Brock e Rafael Santos; Willian Oliveira (Adriano), Neto Moura, Fernando Canesin e Daniel Junior (Miticov); Marcelinho (Geovane) e Rafa Silva (Luvannor). Técnico: Paulo Pezzolano

Motivo: Jogo da 7ª rodada da Série B do Brasileiro 

Data: 15 de maio de 2022 (domingo)

Local: Estádio dos Aflitos

Cidade: Recife  

Arbitragem: Leandro Pedro Vuaden, auxiliado por Jorge Eduardo Bernardi e Jose Eduardo Calza

Cartões amarelos: Camutanga e Bryan (Náutico); Zé Ivaldo, Oliveira e Geovane (Cruzeiro) 

Gol: Willian Oliveira, do Cruzeiro, aos 38 do 1º tempo

Fonte Hoje em Dia
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.