Preso e agente penitenciária são detidos nos Estados Unidos após fuga de 11 dias

AFP PHOTO / Lauderdale County Sheriff's Office

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Casal foi preso após perseguição policial, no qual bateram o carro; autoridades suspeitam de relacionamento amoroso entre eles

O presidiário americano Casey White e a guarda penitenciária Vicky White (sem parentesco entre eles) foram detidos nesta segunda, 9, em Evansville, no Estado de Indiana, após uma fuga que durou 11 dias. Ele estava preso no Centro de Detenção do Condado de Lauderdale, no Alabama, mesmo local em que ela trabalhava. Os dois foram presos após serem flagrados pela câmera de segurança de um lava-jato em Evansville no domingo, o que facilitou a identificação do veículo em que estavam. Após uma perseguição policial, o carro dos dois bateu e os agentes conseguiram pegá-los. Casey foi preso e Vicky está internada com ferimentos. As autoridades suspeitam que eles tenham um relacionamento amoroso.

Casey White cumpre pena de prisão por homicídio (ele esfaqueou uma mulher de 58 anos) e outros delitos. Ele era considerado perigoso e as autoridades colocaram a mãe e a irmã do condenado sob proteção, já que ele havia jurado matá-las se conseguisse escapar. Vicky White, 56, ocupava o cargo de diretora assistente no Centro de Detenção de Lauderdale. Na sexta-feira, 29 de abril, por volta das 9 horas da manhã, a mulher disse a colegas de trabalho que iria levar Casey, de 38 anos, para o tribunal, onde o homem seria submetido a uma avaliação médica. Foi a última vez que a dupla tinha sido vista pelos policiais, até as imagens da câmera do lava-jato.

AFP PHOTO / Lauderdale County Sheriff’s Office
Fonte Jovem Pan News
Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.