Operação da Polícia Civil termina com quatro prisões por latrocínio em Cláudio (MG)

Polícia Civil/Divulgação

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) cumpriu, nesta sexta-feira (25), quatro mandados de prisão expedidos contra suspeitos de envolvidos em um latrocínio (Roubo Seguido de Morte), ocorrido na zona rural da cidade de Cláudio, região Centro- Oeste do estado. A operação, denominada Fenrir, resultou na prisão de quatro investigados.

 

As investigações iniciaram em fevereiro deste ano, quando a vítima foi encontrada pela Polícia Militar, no sítio em que morava, no povoado de São Bento, zona rural de Cláudio. O homem estava caído no chão, já sem vida, e em avançado estado de decomposição. Conforme apurado, a vítima morreu em decorrência de uma perfuração de faca. A polícia também constatou que alguns objetos foram roubados do imóvel, tais como um relógio de pulso personalizado e uma carabina a pressão.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Matheus Luiz de Faria, as investigações conduziram aos quatro suspeitos, de 19, 24, 34 e 38 anos. Na ocasião, testemunhas relataram que os investigados foram vistos em um matagal aos fundos da residência da vítima.

 

“Os quatro suspeitos foram presos em suas casas e encaminhados à delegacia, onde confessaram o envolvimento no crime. Ao final do inquérito policial, responderão pelo crime de estelionato, previsto no art. Art. 157, 3º, II do CP”, informou o delegado.

Polícia Civil/Divulgação

 

A operação contou com o apoio de 19 policiais civis das Delegacias de Polícia em Divinópolis, Cláudio e Carmo do Cajuru, além de sete viaturas.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com