Nova gasolina já provoca aumento no preço do combustível em postos da Grande BH, diz Mercado Mineiro

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O motorista já paga mais caro para abastecer o carro com gasolina em postos da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). Em média, o preço subiu 4,5% no último mês, o que representa alta de R$ 0,19. O levantamento foi divulgado nesta segunda-feira (10) pelo Mercado Mineiro.

Segundo o site de pesquisas, o aumento foi provocado pelo novo combustível, que passou a ser produzido no país. De acordo com o estudo, que consultou os preços em 135 locais, em julho, o litro era vendido a R$ 4,062 e, atualmente, está em R$ 4,248. 

 

A matéria continua após a publicidade

Desde o início deste mês, a gasolina produzida nas refinarias – ou importada para distribuição – tem maior qualidade. Conforme a Agência Nacional do Petróleo (ANP), o produto evita problemas mecânicos e proporciona menor consumo.

“O preço já vem mais caro das refinarias. Na Grande BH, alguns postos estão recebendo a nova gasolina, o que acaba valorizando e jogado para cima. Isso ocorre mesmo com aqueles que ainda não têm o novo produto”, avaliou o coordenador do Mercado Mineiro, Feliciano Abreu.

O combustível promete uma redução de 6% no consumo. “É quase o valor que aumentou”, acrescenta Abreu.

Variação

Conforme a pesquisa, realizada entre os dias 5 e 7, o menor preço encontrado da gasolina comum foi de R$ 4,009 e o maior, R$ 4,699. A variação é de 17%. Em Contagem, o combustível custa, em média, R$ 4,215. Em Betim, o litro é um pouco mais barato: R$ 4,208.

O Mercado Mineiro também comparou o preço do etanol nas bombas. O litro é vendido entre R$ 2,547 e R$ 3,179, variação de 25%. Na comparação entre julho e agosto, o aumento foi de 1,42% ou R$ 0,04. Antes, o etanol custava em média R$ 2,678 e, agora, passou a ser de R$ 2,716.

Fonte Hoje em Dia
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com