Preso há 41 anos, Geleião, fundador do PCC, caminha para a prisão perpétua

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Único fundador vivo do PCC (Primeiro Comando da Capital), José Márcio Felício, de 59 anos, o Geleião, está preso há 41 anos. Considerado um dos condenados mantidos há mais tempo atrás das grades no Brasil, ele corre risco de sofrer nova condenação e ficar por décadas confinado na prisão. As informações são do Uol.

 

A matéria continua após a publicidade

Conforme o colunista Josmar Jozino, do Uol, Geleião ainda responde uma ação pelas mortes de três presos e de um agente penitenciário durante uma rebelião ocorrida entre os dias 6 e 12 de junho de 2001 na Penitenciária Estadual de Piraquara, na região metropolitana de Curitiba, no Paraná.

Em 2014, ele e outros sete presos foram denunciados à Justiça pela promotora Luiza Helena Nickel, pelo crime ocorrido em 2001. O processo continua em andamento na Vara Criminal de Piraquara e está na fase de instrução.

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com