Nelson Hungria transfere presos mais perigosos, incluindo do PCC, para unidades de Formiga e de Francisco Sá (MG)

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Segundo a Rádio Itatiaia, pelo menos 50 presos do Pavilhão 1 da Penitenciária de Segurança Máxima Nelson Hungria, incluindo integrantes do PCC, foram transferidos neste sábado (4) para outras unidades do Estado. A informação inicial é de que o número poderia chegar a 90.

A operação surpresa, para evitar sequestros e fugas, começou no início da manhã deste domingo (5), quando quatro caminhões de celas e 12 viaturas chegaram à unidade. A informação de bastidores, apurada pela rádio Itatiaia, é que a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) planeja uma mudança de perfil para a Penitenciária, que deve virar uma unidade de trabalho e deixar de ser de segurança máxima.

⠀Ouça a sonora da rádio Itatiaia

Os presos considerados mais perigosos, incluindo do PCC, devem ser transferidos principalmente para unidades de Formiga, e de Francisco Sá, no Triangulo Mineiro. Essas unidades devem passar, no futuro, a serem oficialmente consideradas as de mais segurança no estado.

A reportagem da Itatiaia, mesmo tendo a informação sobre a transferência desde o início da manhã, aguardou para veicular para não atrapalhar a operação. Mesmo assim, questionada sobre o motivo da transferência, a Sejusp, por meio do Departamento Penitenciário de Minas Gerais (Depen), respondeu que não comenta sobre transferências de presos antes ou durante seu andamento, para preservar a segurança dos policiais penais e dos próprios detentos.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com