Funcionários do Samu em BH denunciam más condições de trabalho durante a pandemia

Servidores reivindicam testagens para servidores e desinfecção adequadas de veículos

Foto: Rômulo Ávila / Itatiaia

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Funcionários do Samu em Belo Horizonte denunciam más condições de trabalho durante a pandemia do novo coronavírus. Eles reivindicam testagens para servidores e desinfecção adequadas de veículos. Servidores ainda dizem que estão transportando nas ambulâncias mais de um paciente com suspeita da Covid-19. 

Um trabalhador do serviço, que pediu para não ser identificado, detalha a situação. “Estão nos fazendo transportar até três pacientes com suspeita de Covid. Todos nós juntos com esses três pacientes. Isso pra mim é inviável. Além disso, nenhum profissional é testado. Nunca vi nenhum profissional ser testado. Agora, nós estamos sendo obrigados a fazer a higienização do veículo depois de transportar esses pacientes com suspeita de Covid. Antes, essa higienização era feita por uma empresa, com profissionais empenhados apenas nessa atribuição. Mas eles não estão dando conta porque são muitos carros para serem higienizados”, denunciou.

 

A matéria continua após a publicidade

Por outro lado, o gerente de urgência e emergência da secretaria municipal de Saúde de Belo Horizonte, Alexander Senna, explica que o transporte de uma ou mais pessoas com suspeita do novo coronavírus é feita para que o processo médico ganhe tempo. 

“Essas pessoas que tem um quadro clínico semelhante, que estão dentro da mesma unidade e vão para o mesmo local podem ser transportados ao mesmo tempo pra gente ganhar tempo de transporte. Com a inauguração do laboratório de biologia molecular vai haver realmente um aumento dos profissionais a serem testados. Entre eles, os profissionais da urgência e do Samu. Sobre a desinfecção, estamos revendo o protocolo de higienização”, afirmou.  

Fonte Rádio Itatiaia
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com