I.RIEDI não foi vendida pra China, mas comprou ativos do Moinho Iguaçu

Está circulando pela internet uma notícia falsa afirmando que a I.RIEDI Grãos e Insumos e o Moinho Iguaçu foram vendidos para fundos internacionais

0 201

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Notícias falsas e distorcidas começaram a circular nesta quinta-feira (26), nas redes sociais afirmando que empresas do governo da China estariam comprando neste momento grupos diversos brasileiros de diferentes setores. No agronegócio, foram incluídas entre as “fake news” a I. Riedi Grãos e Insumos, o Moinho Iguaçu e a Belagrícola.

 

 

A matéria continua após a publicidade

Em nota, a I.Riedi disse, estamos passando por um momento muito delicado na economia brasileira com as intempéries da pandemia do COVID-19. Porém, a disseminação de notícias falsas e a difamação são também muito prejudicais para a economia do país.

 

Está circulando pela internet uma notícia falsa afirmando que a I.RIEDI Grãos e Insumos e o Moinho Iguaçu foram vendidos para fundos internacionais. A verdade é somente que a I.RIEDI adquiriu a maior parte dos ativos do Moinho Iguaçu, sendo esta operação já aprovada sem restrições pelo CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), conforme divulgado hoje no Diário Oficial da união.
Outra informação falsa divulgada é a de que a I.RIEDI e o Moinho Iguaçu são cooperativas, quando na verdade são empresas de capital privado.
A I.RIEDI tem mais de 60 anos de história e essa não é a primeira vez que levantam boatos de sua venda. Mas seguimos crescendo, ampliando a nossa área de atuação. Somos patriotas e sempre estaremos ao lado da agricultura brasileira.

 

Cascavel, 25 de março de 2020

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com