Prefeitura de Arcos decretará situação de emergência em decorrência dos estragos de forte chuva

De acordo com a prefeitura, os danos causados pela chuva na cidade foram materiais; não houve óbitos

0 42

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Devido às chuvas intensas que ocorrem em Minas Gerais desde o início do ano, 211 municípios do estado já haviam decretado situação de emergência devido aos problemas causados por ela, o que representa um pouco mais de 24% de todas as 853 cidades mineiras. E o município de Arcos deve engrossar ainda mais essa lista, pois na tarde deste dia 14 de fevereiro, o Governo Municipal emitirá o seu Decreto de Emergência, devido aos estragos causados pela fortíssima chuva desta quinta-feira (13).

A matéria continua após a publicidade

O volume de chuvas que caiu foi o maior dos últimos vinte anos no município. Segundo a Assessoria de Comunicação da Prefeitura choveu 107 milímetros na noite de ontem em Arcos. Autoridades se uniram para prestar atendimento à população. A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros atuaram em vários pontos da cidade, organizando o trânsito, orientando motoristas e população. O prefeito Denilson Teixeira também visitou vários locais de inundação, acompanhado por secretários e por membros da Defesa Civil, e colocou todas as secretarias e os setores da prefeitura para ajudar nos atendimentos.
Na manhã desta sexta-feira (14), o prefeito Denilson já estava no almoxarifado deliberando com seus funcionários e equipe da Defesa Civil, que de bate pronto continuaram os trabalhos de limpeza pela cidade.

A Secreataria Municipal de Integração Social), através da equipe do CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), está fazendo um levantamento junto às famílias sobre quais foram as perdas e as principais demandas. Lembrando que não houve óbitos no município em virtude das chuvas. Ouça o áudio do psicólogo do Creas, Helder Cardoso.
Os profissionais do Setor de Obras da prefeitura e os militares do Corpo de Bombeiros voltaram ao bairro Brasília, onde um sobrado desabou na noite passada, em decorrência da forte chuva. Ouça o áudio do Tenente Cunha sobre esse caso.
Outros grupos de funcionários da prefeitura se espalharam pela cidade, no intuito de resolver o quanto antes os estragos causados. Na Avenida Sanitária trecho 2, próximo à ponte do bairro Olaria, os danos foram maiores, e foi necessário uma força tarefa mais intensificada. Neste ponto, um carro foi arrastado pela força da água e caiu no canal da avenida.
No Parque Aquático Municipal, a Assessoria de Comunicação da Prefeitura conferiu que o volume de água baixou consideravelmente na manhã desta sexta-feira (14), e que, segundo informações colhidas no local, não há risco de rompimento da barragem.

 

Leia também

Temporal em Arcos no final da tarde desta quinta, causa diversos estragos pela cidade

 

COPASA
A prefeitura já solicitou à Copasa alguns caminhões pipas para abastecer instituições de saúde, como hospitais, e outros.
A Copasa emitiu comunicado na manhã desta sexta-feira sobre a interrupção no abastecimento de água. Veja abaixo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com