Polícia Civil elucida quatro crimes em Formiga (MG), dois homicídios consumados e duas tentativas

0 54

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Em menos de 17 dias, a Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG), em Formiga, na região Oeste, apurou quatro crimes contra a vida. Dois homicídios e duas tentativas ocorreram no início deste ano.
Segundo a polícia civil (PCMG), foi implantada uma força-tarefa e, até mesmo os Investigadores que estavam de férias foram convocados.

A matéria continua após a publicidade

Ocorrências

No dia 3 de janeiro, no bairro Nossa Senhora de Lourdes, dois homens atiraram 11 vezes na vítima R.H.B., e ainda agrediram-na a coronhadas. Os suspeitos estavam em uma moto. A vítima não morreu e preferiu não colaborar com as investigações. Por meio do trabalho da força tarefa, que envolveu, os investigadores, escrivães, delegados, peritos e médicos-legistas, várias provas foram levantadas, como imagens de câmeras de segurança, que apontaram para a autoria do crime. Dois homens foram presos.
Já no dia 5 de janeiro, na estrada rural que liga a Rodovia MG-050 à BR-354, três homens agrediram um adolescente de 16 anos até a morte. Segundo apurado, a motivação do crime foi o furto de um veículo no bairro onde os suspeitos moravam, o que teria desagradado-os. Dois homens foram presos pela Polícia Militar e, após investigação, apurou-se a participação de um terceiro, que teve sua prisão preventiva decretada e está foragido. Durante os trabalhos, policiais civis apreenderam um capacete com marcas das agressões, que foi encaminhado para a perícia para análise de sangue e comparação com o DNA dos suspeitos.
No bairro Jardim das Acácias, no dia 6 de janeiro, um homem entrou em uma padaria e atirou contra um funcionário várias vezes, sem conseguir atingi-lo. Toda a ação foi registrada por câmeras de segurança. Pelo crime, a PCMG apreendeu dois adolescentes, uma vez que outro envolvido teria auxiliado o atirador a escapar da cena do crime.
Por fim, no dia 7 de janeiro, um corpo foi encontrado na Rua Dico Lavino apresentando várias perfurações provocadas por tiros. A PCMG conseguiu apurar a motivação e as circunstâncias do crime, além de apreender a arma.
“Em apenas 17 dias, todos os fatos foram devidamente apurados e as medidas cautelares providenciadas, dando uma resposta rápida e eficiente a toda a sociedade”, concluiu o Delegado Danilo César Basílio, que responde pela Delegacia Regional em Formiga.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com