Mais 80 bacias de contenção de enxurradas estão sendo construídas no município de Itapecerica (MG)

O Programa Socioambiental de Proteção e Recuperação de Mananciais é criado pela Copasa e desenvolvido em parceria com a Prefeitura e a Emater.

0 161

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Teve início neste mês de janeiro, a construção de 80 bacias de contenção de enxurradas, também conhecidas como barraginhas ou bolsões, além do melhoramento das estradas rurais e a sua adequação no entorno da bacia do ribeirão do Gama.

A matéria continua após a publicidade

 
Com o apoio do Coletivo Local de Meio Ambiente (Colmeia), formado pela Copasa, Emater, Prefeitura, instituições públicas, privadas e do terceiro setor, foi realizada uma mobilização com os produtores rurais, promovendo a aproximação dos envolvidos na concepção, elaboração e execução do programa com a população dos locais beneficiados.
O Pró-Mananciais tem por objetivo proteger e recuperar a microbacia hidrográfica do ribeirão do Gama, área utilizada para a captação de água para abastecimento público da cidade de Itapecerica. As propriedades rurais favorecidas estão localizadas na sub-bacia do ribeirão do Gama, acima da área de captação de água pela Copasa.
Divulgação/Prefeitura
Trata-se de questão de suma importância e de pauta obrigatória na administração pública, uma vez que visa preservar a vida na terra para as futuras gerações. A relevância de tais ações transcende o município e, certamente, um meio ambiente equilibrado permitirá que filhos e netos possam viver em um planeta onde o ser humano conviva harmoniosamente com a natureza.
Em 2017 foram construídas no município, 230 bacias de captação de água de enxurradas e oito quilômetros de terraços (curvas de nível). As obras realizadas na sub-bacia do Rio Gama, que abastece a cidade de Itapecerica, foram viabilizadas pelo Programa de Revitalização das Sub-bacias Hidrográficas do Rio São Francisco em Minas Gerais, desenvolvido pelo Governo do Estado de Minas Gerais e pelo Governo Federal. A Prefeitura e a Emater-MG foram parceiras na execução dos trabalhos.
Divulgação/Prefeitura

Soluções tecnológicas

 

As barraginhas são pequenas bacias escavadas no solo em formato de prato ou meia lua, com diâmetro médio de 16 m e profundidade média de 1,8 m. São construídas dispersas nas pastagens e lavouras e têm a função de captar água de enxurradas, controlando a erosão e guardando a água no subsolo.
O desmatamento e a conversão de áreas em lavouras e pastagens sem a utilização de tecnologias adequadas resultam em compactação do solo, provocando redução da sua capacidade de infiltração. Para interromper esse processo de degradação e recuperar as áreas degradadas seria necessários a captação de água das enxurradas, a infiltração no solo e o abastecimento no lençol freático, disponibilizando-a em minadouros, cacimbas e cisternas.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com