Grupo que atacou Porta dos Fundos vai responder por tentativa de homicídio

Polícia diz que o vigilante do prédio correu risco de vida, mas não sabe se o crime tem relação com o especial de Natal do Porta dos Fundos

0 153

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A Polícia Civil informou que o vídeo que circulou nas redes sociais com o atentado à sede do Porta dos Fundos, na zona sul do Rio de Janeiro, é compatível com as câmeras de segurança da região, mas que não é possível dizer ainda se as pessoas que aparecem nas imagens falando sobre o atentado são as mesmas que cometeram o ato criminoso. “Existe a hipótese de que alguém tenha editado esse vídeo e atribuído ao grupo integralista. Vamos dar prosseguimento na investigação para identificar os reais autores”, disse o delegado Marco Aurélio de Paula Ribeiro, responsável por investigar o caso.

 

A matéria continua após a publicidade

Até o momento quatro veículos, dois carros e duas motos, foram identificados. Segundo a polícia, já se sabe as características físicas de quatro pessoas que participaram do ataque. A hipótese de envolvimento de outras pessoas também não foi descartada.
O caso foi classificado como de extrema gravidade pelo subsecretário de planejamento operacional, Fábio Barucke. O grupo deve responder pelos crimes de explosão e tentativa de homicídio, uma vez que o vigilante do prédio que abriga a produtora estava no local e sofreu risco de ser atingido pelos coquetéis molotov arremessados. Segundo Burcke, só depois que a investigação estiver avançada será possível avaliar se o caso pode ser enquadrado como terrorismo.

 

O delegado informou ainda não saber se o crime teve alguma relação com o especial de natal do Porta dos Fundos na Netflix, que mostrou Jesus como homossexual e Maria como usuária de drogas. Um dos atores ouvidos pela polícia, João Vicente de Castro, que também é sócio da produtora, disse que o grupo não estava recebendo ameaças e classificou o crime como um ataque à liberdade de expressão. De acordo com a polícia, novas diligências estão sendo feitas para encontrar novas imagens que possam ajudar a solucionar o caso.
Fonte Veja

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com