Suspeito de matar mulher em Pitangui (MG), tenta suicídio no momento em que a polícia cumpria o mandado de prisão em seu desfavor

Suspeito se feriu e se entregou depois que quatro horas de negociação — Foto: Mariana Milagre/G

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A polícia militar na tarde dessa sexta-feira (4), foi cumprir um mandado de prisão em aberto, em desfavor de Sidney Vasconcelos de 36 anos, suspeito de ter matado a ex-mulher, Ana Cristina Gonçalves Chaves, de 45 anos, no último domingo (29) no Bairro Santa Rita em Pitangui (MG).

A matéria continua após a publicidade

De posse do mandado de prisão em desfavor do suspeito, a polícia deslocou até a Rua Geraldo Alves de Campos, bairro Nossa Senhora de Fátima, no local, os policiais depararam com o suspeito no 3° andar do imóvel (terraço). Ao iniciar a verbalização com o autor este não acatou as ordens emanadas dos militares, e com a faca que portava desferiu dois golpes contra seu próprio abdômen.
Sidney Vasconcelos de 36 anos, suspeito de ter matado a ex-mulher, Ana Cristina Gonçalves Chaves, de 45 anos, no último domingo (29) (Reprodução/TV Integração)
Ainda, no local, o autor não se rendeu as ordens, e iniciou um processo de resolução de incidente crítico, haja vista que autor dizia a todo momento que “não iria se entregar, e só sairia do local morto”.
No local foram estabelecidos todos os protocolos pertinentes ao caso de incidente crítico, tais como, contenção do perímetro, interno e externo, alocação dos recursos de socorro de forma estratégica, e sobretudo intensa negociação com o autor.
Vítima, Ana Cristina Gonçalves Chaves, de 45 anos, morta pelo ex companheiro no último domingo (29) (Reprodução/TV Integração)
Segundo a polícia, por meio da negociação, e cumprimento dos protocolos, foi possível solucionar o incidente crítico, momento em que o autor foi convencido a soltar a faca que portava, tendo a equipe de socorrista, juntamente com o negociador, aproximado e realizado a prisão e socorro imediato ao autor, sendo assim preservada a vida, e cumprido a lei com a prisão do suspeito de autoria de homicídio na cidade Pitangui.
De acordo com a polícia o autor Sidney, permanece no hospital de Pitangui, onde passa por procedimentos médicos e segue sob escolta da polícia militar.
Reprodução/TV Integração
Reprodução/TV Integração
Reprodução/TV Integração
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com