Polícia Civil investiga pai de santo acusado por estelionato com prejuízos de R$ 480 mil reais

Materiais apreendidos relacionados ao crime de estelionato (Divulgação/PCMG)

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A Polícia Civil de Minas Gerais (PCMG) realizou na manhã desta terça-feira (24) o cumprimento de quatro mandados de busca e apreensão em residências e estabelecimento comercial em Belo Horizonte, visando coletar materialidade delitiva relativa a crime de estelionato praticada supostamente por um Pai de Santo. Ao todo foram apreendidos objetos como cadeiras, mesa, máquinas de costura, tapete, máscaras, adornos, estátuas, jóias, relógios, documentos, celulares, entre outros. Os mandados de busca e apreensão foram realizados em duas residências, em um terreiro de candomblé e em um estabelecimento comercial de artigos religiosos.

 
A matéria continua após a publicidade

Chegou ao conhecimento dos policiais da 1ª Delegacia Especializada em Investigação de Fraudes (1ª DEIF) que uma vítima, acometida de câncer, sofreu um golpe de estelionato praticado por um Pai de Santo e seu companheiro, os quais mediante ilusão, se apoderaram de diversos objetos e valores financeiros, alegando que tal atitude faria parte de sua cura, gerando um prejuízo em torno de R$ 480 mil reais. Servidores da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte deram apoio para a operação para o carregamento e transporte dos objetos dos locais de busca até o Departamento Estadual de Investigação de Fraudes (DEF).
Materiais apreendidos relacionados ao crime de estelionato (Divulgação/PCMG)
Materiais apreendidos relacionados ao crime de estelionato (Divulgação/PCMG)
Materiais apreendidos relacionados ao crime de estelionato (Divulgação/PCMG)

Materiais apreendidos relacionados ao crime de estelionato (Divulgação/PCMG)
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com