Polícia Civil prende quatro estelionatários em Araxá (MG); delegado dá detalhes em coletiva, assista

Divulgação/PCMG

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A Polícia Civil deflagrou, na manhã dessa sexta-feira (20), a operação Bandeira 2 para cumprimento de mandados de busca e apreensão domiciliar nas cidades de Tapira e Araxá, região do Alto Paranaíba.

 
A matéria continua após a publicidade

No total, quatro pessoas foram presas. Dentre os presos estão um funcionário da prefeitura de Tapira, uma professora, um produtor rural e um profissional autônomo. Na ação, foram apreendidos quatro veículos, cerca de R$18 mil em dinheiro, mais de 300 folhas de cheques de terceiros e 53 notas promissórias.

Assista a coletiva

Uma denúncia deu início às investigações, em 2017, que resultou na identificação de um grupo responsável pela prática de estelionato e crimes contra a administração pública. As investigações indicaram que algumas pessoas em Tapira teriam registro de carros emplacados como táxi, porém nenhum deles exercia a profissão. Elas estavam, portanto, fraudando a administração pública com esse falso cadastramento, explicou o Delegado responsável pelo inquérito, Tiago Cruz Ferreira.
Em uma das casas alvo das buscas, a Polícia arrecadou também documentos que indicaram a atividade de agiotagem por um dos suspeitos, que também foi autuado por esse crime.
Participaram da operação 14 policiais civis.
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com