Galo desperdiça várias chances, mas vence o La Equidad, de virada

Bruno Cantini / Atlético

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

“Que jogo do Galo! Com uma grande atuação, o Atlético goleou o La Equidad, no Independência, e colocou um pé nas semifinais da Copa Sul-Americana”. A maioria dos torcedores alvinegros, muito provavelmente, ansiava que as crônicas esportivas do duelo desta terça-feira (20) ilustrassem algo nessa linha. Ficou na vontade. A vitória veio, é verdade. Só que por um placar mais “tímido”: 2 a 1. E o caminho para obtê-la foi árduo.

A matéria continua após a publicidade

A incompetência, a desatenção e falta de pontaria do Galo prevaleceram em grande parte da partida. Mesmo atuando com um jogador a mais durante quase todo o segundo tempo, o time mineiro pecou bastante nas finalizações. O clímax desses deslizes foi a penalidade desperdiçada por Cazares, quando a partida estava empatada em 1 a 1 – Camacho abriu o placar para os visitantes, e Jair empatou, no primeiro tempo. Para a sorte dos atleticanos, Elias, vilão no primeiro gol, virou o jogo.
O confronto de volta será na próxima terça-feira, no estádio El Campín, em Bogotá, numa altitude de 2.640 metros. Um empate garante o Galo na semi.
O jogo
Quem imaginava o La Equidad retrancado e jogando por uma bola, deve ter ficado atônito com a postura agressiva dos colombianos nos primeiros minutos. Se o chutaço de Ethan Gonzáles parou em Cleiton, logo a 1 minuto de partida, o lance seguinte foi fatal para o alvinegro. Elias acertou Motta na área e cometeu pênalti, convertido por Camacho, aos 6 minutos. 
O que se viu a seguir foi um bombardeio mineiro. Houve nove finalizações do Galo na etapa inicial, sendo que três acertaram as traves, e uma delas, para a felicidade da Massa, balançou a rede de Novoa. O empate veio aos 27 minutos, com Jair, depois de bola alçada por Cazares. No finalzinho, Mahecha também cabeceou no poste, em mais uma jogada que assustou os torcedores no Horto.
Aos 9 minutos da segunda etapa, González deixou o braço no rosto de Réver e acabou expulso. Após revisão do VAR, o árbitro assinalou pênalti em cima de Oliveira. Cazares desperdiçou a cobrança; no rebote, Otero marcou. Festa que pouco durou: o VAR acusou invasão de área e anulou o tento. Aos 34 minutos, Elias fez o gol da virada. Ufa! Foi tenso!
ATLÉTICO 2 X 1 LA EQUIDAD
Motivo
: jogo de ida das quartas de final da Copa Sul-Americana

Local: Independência
Arbitragem: Mário Díaz de Vivar, Milciades Saldívar e Roberto Cañete, todos paraguaios
VAR: Daniel Fedorczuk (URU)
Gols: Camacho aos 6 minutos para o La Equidad e Jair aos 27 minutos para o Atlético, no primeiro tempo; Elias aos 34 minutos do segundo tempo para o Atlético
Cartões amarelos: Jair, Fábio Santos e Vinicius (Atlético); González e Camacho (La Equidad)
Cartão vermelho: González (La Equidad).
ATLÉTICO
Cleiton; Patric, Igor Rabello, Réver e Fábio Santos (Otero); Jair (Alerrandro) e Elias; Vinícius, Cazares e Chará (Luan); Ricardo Oliveira
Técnico: Rodrigo Santana
LA EQUIDAD
Novoa; Pacheco, Arboleda, Riquett e Torralvo; Juan Mahecha, Pablo Lima e Motta; Camacho (García), Palomeque (Mier) (Peralta) e Ethan González
Técnico: Humberto Sierra
Fonte Hoje em Dia
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com