‘Avião presidencial já transportou drogas em maior quantidade’, diz ministro da Educação sobre Lula e Dilma

Em mais uma declaração polêmica em redes sociais, Abraham Weintraub usou um tom piadista para tratar do caso do sargento da Aeronáutica pego com 39 kg de cocaína na Espanha

Ministro da Educação, Abraham Weintraub (foto: Flickr)

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, aproveitou o  tráfico de drogas envolvendo um sargento da Aeronáutica  – que fazia parte da comitiva do presidente Jair Bolsonaro em viagem ao Japão-,  para atacar os ex-presidentes petistas Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff.

A matéria continua após a publicidade

Na manhã desta quinta-feira (27), Weintraub usou  sua conta pessoal no Twitter para ironizar os dois ex-presidentes. ”No passado o avião presidencial já transportou drogas em maior quantidade. Alguém sabe o peso do Lula ou da Dilma?”, questionou Weintraub.
Antes desse tom ”piadista” com os ex-presidentes, Weintraub usou o Twitter para ”tranquilizar” os petistas e acusá-los de ”amizade” com guerrilheiros colombianos.

“Tranquilizo os “guerreiros” do PT e de seus acepipes: o responsável pelos 39 kg de cocaína NADA tem a ver com o Governo Bolsonaro. Ele irá para a cadeia e ninguém de nosso lado defenderá o criminoso. Vocês continuam com a exclusividade de serem amigos de traficantes como as Farc”, disse o ministro.
Farc
Criada em 1964, pelo ex-combatente liberal Pedro Antonio Marín, a  Fuerzas Armadas Revolucionarias de Colombia ( Farc) também conhecido como Tirofijo, as Farc surgiu como um grupo de cunho marxista-leninista, atuando no meio rural e adotando táticas de guerrilha.

 

Fonte Estado de Minas
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com