‘A polícia está comprada, não é? Estou louca?’, questiona Najila Trindade

Nesta segunda, o advogado Danilo Garcia de Andrade, que estava representando a modelo, deixou o caso

Conexão Repórter - Entrevista com Najila Trindade (Divulgação/ SBT)

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Em entrevista ao SBT na noite de segunda (10), Najila Trindade -que acusa Neymar de estupro- questionou a conduta das autoridades em relação ao suposto arrombamento de seu apartamento localizado na zona sul de São Paulo. A modelo falou que a “polícia está comprada”.

A matéria continua após a publicidade

O advogado Danilo Garcia de Andrade, que estava representando Najila Trindade, decidiu deixar o caso após a modelo não entregar a íntegra de um suposto vídeo, citado como peça importante contra Neymar. A acusadora afirma que a gravação está em um tablet rosa que teria sumido de seu apartamento. Até o momento, foram exibidos 66 segundos de um vídeo que teria sete minutos.
“Eu queria muito saber”, falou Najila ao SBT quando questionada sobre a localização do tablet. “Invadiram meu apartamento assim quando as coisas deram confusão”, acrescentou a modelo.
A polícia foi ao apartamento para colher digitais e fazer uma perícia para investigar o arrombamento. Apesar disso, só foram encontradas as marcas de Najila e de uma funcionária que trabalha na residência.
“A polícia está comprada, não é, ou não? Estou louca?”, falou Najila quando o jornalista Roberto Cabrini falou sobre a investigação da polícia.

 Assista trechos da segunda parte da entrevista

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com