Vídeo mostra suposto assassino de esteticista em Piumhi/MG, ex-companheiro da vítima foi detido por suspeita de ser o mandante do crime

Foto Reprodução

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Vídeo de uma câmera de segurança que registra o momento em que o suposto assassino da esteticista Adriana Aparecida de Castro passa pela rua, estaciona a moto e segue para cometer o crime.

A matéria continua após a publicidade

O caso

Uma mulher de 40 anos morreu na manhã desta terça-feira (7) após ter sido espancada dentro de casa em Piumhi. A Polícia Militar (PM) informou que foi acionada por vizinhos, que a ouviram gritar pedindo ajuda.

 

De acordo com a PM, a vítima, que era esteticista e empresária, chegou a ser socorrida e levada ao pronto-socorro, mas não resistiu e faleceu no local.

Vítima, Esteticista Adriana Aparecida de Castro,40 anos (Foto Reprodução Rede Sociais)

O local dos fatos foi isolado e perícia técnica foi acionada. O aparelho celular da vítima foi recolhido e encaminhado à delegacia. Ainda no local foi verificado nas câmeras de segurança, imagens de um indivíduo de calça preta, com detalhes nas laterais, blusa moletom, listrada na cor azul e branca, capacete cor vermelha, usando óculos, possivelmente o executor do crime.

Vídeo

As imagens mostram ele estacionando uma motocicleta há cerca de 100 metros de distância da residência da vítima e seguindo a pé com o capacete na cabeça. O indivíduo seguiu pela rua e entrou no edifício. Ainda observando a câmera, foi possível ver que esse indivíduo saiu imediatamente do local com o capacete na cabeça, aparentemente segurando uma sacola plástica nas mãos e que logo em seguida fugiu em direção ao colégio João Menezes.

 

Segundo informações de testemunhas e amigos da vítima, ela vinha sofrendo ameaças de morte, tendo ela registrado ocorrência a respeito. Inclusive a vítima tinha uma protetiva contra o filho do ex-companheiro.

Ainda de acordo com as testemunhas o ex-companheiro não aceitava o fim do relacionamento.

 

O ex-companheiro da empresária, que não teve a idade divulgada, foi detido, suspeito de ser o mandante do crime, tratado pela polícia como feminicídio – termo usado para crime de ódio baseado no gênero, amplamente definido como o assassinato de mulheres.

 

De acordo com a Polícia Civil, que instaurou inquérito para investigar o caso, a suspeita é que ele tenha pago outra pessoa para ir até o local e cometer o crime. As câmeras de segurança da região registraram um indivíduo chegando ao local de moto, por volta de 7h da manhã, com as placas cobertas e que poderão ajudar na investigação.

 

O corpo da mulher foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Passos e liberado para a família. O suspeito do crime está preso na delegacia de Piumhi.

 

Violência domestica

 

Nesta terça-feira, a Lei 11.340, mais conhecida como Maria da Penha, completa 12 anos de publicação. A legislação foi criada para punir autores de violência no ambiente familiar e o nome faz homenagem a uma das vítimas do tipo de agressão no país.

 

Em lembrança a data, a Polícia Civil de Minas Gerais desencadeou, na manhã desta terça, a Operação “Penha”, com o objetivo de combater a violência contra a mulher. De acordo com a assessoria da Polícia Civil em Belo Horizonte, foram expedidos nove mandados de prisão, busca e apreensão para a regional de Divinópolis e uma pessoa havia sido presa até o início da tarde.

Fonte: G1/ Polícia Militar

 

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com