Polícia investiga terceiro caso de morte de mulher após procedimento estético nos glúteos

Caso mais recente, registrado nesta segunda-feira, vitimou Adriana Ferreira Pinto. Antes dela, morreram uma bancária e uma modelo

Professora Adriana Ferreira Pinto, de 41 anos, morreu após procedimento estético em Niterói - Reprodução Facebook

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Rio – A 16ª DP (Barra da Tijuca) investiga mais um caso de morte após procedimento estético para colocar implante nos glúteos. O caso mais recente, registrado nesta segunda-feira, é o da professora Adriana Ferreira Pinto, de 41 anos. Este é o segundo revelado após o falecimento na sexta-feira da bancária Lilian Calixto, de 46, que realizou a intervenção com o médico Denis Furtado, conhecido como Doutor Bumbum. O segundo caso foi o que vitimou a modelo Mayara Silva dos Santos, de 24.

A matéria continua após a publicidade

Clique aqui e curta nossa página no Facebook

Clique aqui e Siga-nos no Instagram

De acordo com o depoimento do marido de Adriana, no último 16 de julho, a mulher dele foi a Niterói, na Região Metropolitana do Rio, para fazer uma lipoaspiração no abdômen e um implante de gordura nos glúteos. Ainda segundo ele, Adriana teria passado mal na sexta-feira e reclamou de falta de ar. Parentes então decidiram levá-la ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca. No entanto, Adriana teria chegado ao local já sem vida.

Adriana morava na Barra da Tijuca e era professora infantil no município de Paracambi, onde será enterrada no cemitério da cidade às 14h. Seu corpo é velado desde 8h na Igreja Presbiteriana Independente de Paracambi. A educadora tinha dois filhos.

O outro caso, também registrado na delegacia da Barra, é o da modelo Mayara, que morreu na última sexta-feira, após passar por procedimentos estéticos no Rio na terça-feira passada. Segundo investigadores da 16ª DP, ela teria feito um procedimento cirúrgico nos glúteos e nas coxas. Ainda de acordo com os policiais, a mulher também teria retirado gordura do abdômen.

Sobre o caso Mayara, quatro pessoas já prestaram depoimento. Inclusive uma médica que teria feito o procedimento. A especialista foi pega em casa e levada à distrital às 22h. Durante toda a madrugada ela prestou esclarecimentos ao delegado Felipe Santoro e no começo da manhã de hoje ela foi liberada. “O negócio é muito mais sério do que se imagina”, disse um investigador.

Em outro caso, bancária foi vítima do Doutor Bumbum

O médico Denis Cesar Barros Furtado, o Doutor Bumbum, e a mãe Maria de Fátima Barros Furtado, foram transferidos para o Complexo de Gericinó neste fim de semana. Após quatro dias foragidos da Justiça, os dois foram presos nesta quinta-feira em um centro comercial na Barra da Tijuca, Zona Oeste.

Eles foram interrogados por cerca de três horas pelo delegado Felipe Santoro, sobre a morte da bancária Lilian Quezia Calixto de Lima Jamberci, de 46, após ela ter se submetido a um procedimento estético no apartamento dele.

Fonte Agência o Dia
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com