Vídeo mostra momento em que advogado atropela pedestres e foge sem prestar socorro

Conforme Boletim de ocorrência, acusado teria fugido do local sem prestar socorro

Foto Reprodução/Vídeo

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Imagens obtidas mostram o momento em que o advogado Dyego Nunes da Silva Souza atropela um homem de 54 anos, no início da noite da última sexta-feira (6).

A matéria continua após a publicidade

No vídeo, é possível ver que, além de Martiniano Cabral, uma segunda pessoa – ainda não identificada – também foi atingida pelo veículo. Ela sofreu apenas escoriações leves e não precisou ser socorrida.

 

“Mas vamos procurar identificá-la, inclusive para que tenhamos noção do que de fato ocorreu. Aparentemente, não se tratou de um acidente, mas de alguém que propositadamente lançou o veículo contra aquelas pessoas”, disse o delegado Christian Cabral, da Delegacia Especializada em Delitos de Trânsito (Deletran).

Veja o vídeo:

O incidente ocorreu no Bairro CPA 4, em Cuiabá, por volta 18h30, conforme registro das imagens.

O vídeo mostra ainda que diversas pessoas estavam no local no momento do ocorrido.
vídeo mostra atropelamento por outro ângulo

Conforme o Boletim de Ocorrência nº 2018.212917, o advogado conduzia um Fiesta Sedan, cor prata. Ele trafegava pela rua 17, sentido Centro – Bairro, no momento em que atropelou os pedestres.

Na sequência, ainda conforme o BO, o advogado teria arrancado em seu veículo “de forma perigosa, empreendendo fuga sem prestar socorro”.

Também consta no documento que uma das vítimas, Martiniano Cabral caiu no chão e sofreu lesões corporais, sendo encaminhado consciente pelo Samu ao Pronto Socorro de Cuiabá.

 

Segundo a OAB, os policiais foram violentos no momento da abordagem e agrediram Luciano.

Em nota, o Sindicato dos Investigadores de Polícia de Mato Grosso (SINPOL) repudiou a atitude do advogado e afirma que Luciano teria tentado impedir o acesso dos policiais da Delegacia Especializada de Delitos de Trânsito (Deletran) ao motorista que teria atropelado duas pessoas.

Dyego foi preso por suspeita do atropelamento e Luciano foi levado para o Pronto Socorro de Cuiabá (PSMC).

O boletim de ocorrência registrado no dia no acidente aponta que o advogado passou por atendimento médico, fez exames, mas nenhuma lesão foi comprovada.

O secretário de Segurança Pública (Sesp-MT), Gustavo Garcia, afirmou que a Corregedoria da Polícia Civil vai apurar os fatos.

Passagens

Luciano Carvalho tem outras passagens por apropriação indébita, invasão de propriedade particular, injúria contra mulher e estelionato.

Dyego Nunes também tem passagens pela polícia por infringir a Lei Maria da Penha. Ele teria divulgado fotos íntimas da ex-namorada sem o consentimento dela, após o término do relacionamento.

Leia mais

Advogados são detidos após atropelamento e OAB protesta

Policiais afirmam que ação de advogado foi intempestiva e irresponsável

 

 Com Informações: Mídia News e G1

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com