SAMU completa hoje, um ano de atuação no Centro-Oeste de Minas com 240 mil ligações recebidas pelo 192

Foto: SAMU/Divulgação

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) completa hoje, um ano de atuação na região de Saúde Ampliada de Saúde (RAS) Oeste composta por 54 municípios mineiros.

A matéria continua após a publicidade

Clique aqui e curta nossa página no Facebook

Clique aqui e Siga-nos no Instagram

Neste período foram mais de 240 mil ligações recebidas pelo 192, o que significa milhares de vidas salvas na região. As comemorações não se limitam apenas ao primeiro aniversário do Serviço, mas, sobretudo, a todos os avanços conquistados ao longo deste período que têm garantido cada dia mais a eficiência nos atendimentos.

Nestes 12 meses foram conquistadas quatro ambulâncias reservas que são utilizadas em casos de manutenção das outras 31 ambulâncias que rodam diariamente prestando atendimentos pré-hospitalaes e transferências inter-hospitalares. A primeira dessas unidades reservas foi conquistada no segundo mês de atuação, quando o CIS-URG recebeu o veículo como doação do Estado.

Os avanços seguem agora na aquisição de materiais de alta tecnologia como os equipamentos de ultrassom, que possibilitam diagnósticos mais precisos de pacientes e em breve estarão disponíveis dentro das Unidades de Suporte Avançado (USAs). “Este aparelho possibilita a avaliação rápida de possíveis sangramentos no tórax ou adomem, assim como a avaliação da vitalidade fetal. Isso significa que teremos condições de prestar atendimentos de maneira assertiva, conduzindo os pacientes às portas de emergências que oferecem os melhores recursos”, disse o diretor técnico do SAMU, Marco Aurélio Lobão.

Galeria de Fotos

Segundo índices mensurados pelo Datasus, os agravos cardiovasculares incluindo o Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) são responsáveis pelo maior número de mortes no país e, por isso, visando cada vez mais o aperfeiçoamento nos atendimentos aos pacientes, será incorporado às maletas de medicamentos das USAs, o Tenecteplase – um medicamento indicado para o tratamento trombolítico para esta causa de morte.

Ter o Tenecteplase nas ambulâncias significa antes de mais nada, reduzir as mortes por infarto na região. Isso porque o medicamento é administrado em dose única, cuja ação no organismo é imediata, atuando sobre o trombo que obstrui a artéria do coração e provoca o IAM. Isso garante mais chances de vida ao paciente, até a chegada em uma unidade hospitalar para tratamentos intensivos”, ressaltou Lobão.

O Infarto Agudo do Miocárdio é caracterizado por sintomas específicos como fortes dores no peito, de início súbito e radiada para o braço esquerdo ou região da mandíbula. “Essas são as manifestações do infarto, portanto, é fundamental que haja aplicação do trombolítico”, finalizou Lobão.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com