Os números apresentados não condizem com a realidade, muitas das ocorrências de tentativas de homicídios por arma de fogo e arma branca/faca, são registradas como lesão corporal.

Sendo assim não entra para as estatísticas de crimes violentos, uma maquiagem que vem sendo feita em todo Estado de Minas Gerais.

Alguns roubos que são praticados por meio de ameaça ou violência, mas sem caracterizar o uso de arma de fogo, também são registrados como furto, crime de menor potencial, os quais não entram para as estatísticas de crimes violentos.

Em ano de eleição, o Governo tenta passar uma realidade que não existe. A redução dos crimes em geral está longe de acontecer, a cada dia as quadrilhas estão mais especializadas no cometimento de diversos crimes.

O tráfico de drogas é a modalidade que mais fomenta a violência no Brasil, é através do tráfico que desencadeia os roubos, latrocínios, furtos e homicídios.

Em ano de eleição todo mundo consegue fazer mágica, para supostamente apresentar bons resultados.