Após operação da PF, Celso Grecco renuncia ao cargo de presidente da Rodrimar

Ele foi preso na última quinta-feira (29) durante a Operação Skala, da Polícia Federal

Celso Grecco renunciou ao cargo de presidente da Rodrimar S/A nesta terça-feira Foto: Estadão Conteúdo

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Após 40 anos na empresa, Celso Grecco renunciou ao cargo de presidente da Rodrimar S/A nesta terça-feira (3). Ele foi preso na última quinta-feira (29) durante a Operação Skala, da Polícia Federal e solto no sábado (31), após decisão do ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF) . A empresa, que atua no Porto de Santos é suspeita de ter sido beneficiada por um decreto de 2017 de Michel Temer em troca de suposto recebimento de propina.

Em comunicado aos funcionários em que o Diário teve acesso, Grecco “manifestou estar sereno e convicto na preservação da independência da Rodrimar e dos seus serviços prestados com a mais alta qualidade nos últimos 74 anos”. O diretor Ricardo Conrado Mesquita também decidiu se afastar do cargo.

Assume interinamente a presidência da Rodrimar S/A Flavio Rodrigues. Ele está na empresa desde 1971 e já ocupou o cargo de presidente por cerca de 15 anos.

PUBLICIDADE

 

Fonte Diário do Litoral
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com