Ministério da Saúde modifica período da campanha de vacinação contra a gripe

Apesar dessa alteração, a campanha será realizada no período ideal (abril e maio), antes do pico de transmissão do vírus influenza no Brasil, que ocorre no mês de julho

Mudança ocorreu em virtude do atraso da entrega do imunobiológico pelo Instituto Butantan, produtor da vacina

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) informa que o Ministério da Saúde mudou o período da Campanha Nacional de Vacinação Contra Influenza. O início da campanha será alterado de 16 de abril para 23 de abril e o fim da campanha de 25 de maio para 1º de junho. Já o dia 12 de maio será o Dia D, a data da mobilização nacional.

A matéria continua após a publicidade

Essa mudança ocorreu em virtude do atraso da entrega do imunobiológico pelo Instituto Butantan, produtor da vacina. Conforme o instituto, em razão da alteração de duas cepas de vírus a serem utilizadas na campanha de 2018 para produção da vacina trivalente no hemisfério sul, foi necessário importar novas cepas para poder produzir a vacina e tal processo acabou por atrasar a produção da vacina impedindo que a entidade conseguisse produzir o quantitativo suficiente para iniciar a campanha em 16 de abril.

De acordo com o Ministério da Saúde, apesar dessa alteração, a campanha será realizada no período ideal (abril e maio), antes do pico de transmissão do vírus influenza no Brasil, que ocorre no mês de julho.

Nesta campanha, além de indivíduos com 60 anos ou mais de idade, serão vacinadas as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os professores das escolas públicas e privadas, os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

No Brasil, o público alvo representará aproximadamente 60 milhões de pessoas e a meta (nacional) é vacinar, pelo menos, 90% dos grupos elegíveis para a vacinação. Em Minas Gerais espera-se vacinar 5.034.284 indivíduos. O Influenza é um vírus de circulação sazonal e, em 2018, a vacina disponibilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) é trivalente, protegendo contra 3 tipos de Influenza, sendo eles o H3N2, o H1N1 e o B.

Outras informações sobre a doença estão disponíveis em www.saude.mg.gov.br/gripe.

*Outras informações sobre a mudança do período da campanha, podem ser obtidas com o Ministério da Saúde.

**Confira as notas técnicas do Ministério da Saúde e do Instituto Butantan.

Fonte Agência Minas
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com