Rio de Janeiro registra 28 policiais militares assassinados em 2018

Felipe Santos de Mesquita, de 28 anos, foi baleado durante um ataque no Largo do Boiadeiro, na noite desta quarta-feira. Ele foi levado para o hospital, mas acabou não resistindo

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Correção:

O ano de 2018 já contabiliza 31 policiais MORTOS, sendo 29 PMs e 2 policiais civis.

O soldado da PM Felipe Santos de Mesquita, de 28 anos, que foi baleado durante um ataque no Largo do Boiadeiro, na Favela da Rocinha, na noite desta quarta-feira (21). Ele era lotado na UPP da comunidade.

A matéria continua após a publicidade

 

Ele morreu ao dar entrada no Hospital Miguel Couto, na Gávea. O soldado Mesquita era solteiro e estava na corporação há quatro anos. Ainda não há informações sobre o seu sepultamento.

No tiroteio um morador muito antigo da favela, conhecido como Marechal, acabou sendo baleado no rosto e morreu no local. Os policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foram chamados e o policiamento reforçado na comunidade. Não há informações sobre presos ou apreensões.

Batista – 25° BPM
Mesquita – UPP Rocinha
Barros – 39° BPM

Não terão direito a 8 equipes da Divisão de Homicídios; não terão direito a 6 promotores exclusivos; Não terão (se é que terão) mais que 2 minutos na reportagem…”

Não terão direito a 8 equipes da Divisão de Homicídios; não terão direito a 6 promotores exclusivos; Não terão (se é que terão) mais que 2 minutos na reportagem das rádios e TV brasileira”.

Só este ano o Rio de Janeiro já contabiliza 29 Policiais Militares Assassinados por bandidos e nenhum jornal fala sobre o caso com notoriedade. Detalhe, nenhuma cobrança tem sido feita as autoridades para se empenharem no sentido de identifica e prender todos os criminosos que mataram os vinte e oito policiais militares neste ano de 2018 no Rio de Janeiro. (Até o momento nenhum criminoso foi preso).
Percebe-se que a vida de um policial não tem o mesmo valor que a vida de um vereador(a). Essa é a vergonhosa realidade Brasileira movida pela hipocrisia de uma sociedade que não dá o mínimo valor a quem está nas ruas com o compromisso de manter a ordem pública e combater a criminalidade.
Por outro lado, a imprensa no Brasil também faz o seu papel de insinuar que a polícia é violenta e quando alguém morre, vítima de bala perdida, a culpa é da polícia e não dos bandidos.

No tiroteio um morador muito antigo da favela, conhecido como Marechal, acabou sendo baleado no rosto e morreu no local. Os policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foram chamados e o policiamento reforçado na comunidade. Não há informações sobre presos ou apreensões.

O Túnel Zuzu Angel foi interditado no sentido Barra da Tijuca. Segundo o Centro de Operações da Prefeitura, o tráfego foi desviado pela Avenida Niemeyer.

O Túnel Zuzu Angel foi interditado no sentido Barra da Tijuca. Segundo o Centro de Operações da Prefeitura, o tráfego foi desviado pela Avenida Niemeyer.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com