Policial Militar morto por bandidos em Cabo Frio, pediu namorada em casamento este mês

O pedido foi feito no último dia 10 e transmitido ao vivo pelas redes sociais

PM morto nesta quarta-feira pediu namorada em casamento dentro de joalheria de Cabo Frio há 12 dias - Reprodução Facebook

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Há 12 dias, o cabo Luciano da Silva Coelho, 38 anos, morto com um tiro na cabeça em Cabo Frio, na Região dos Lagos, tinha dado um importante passo em sua vida. O policial tinha pedido a namorada em casamento. Os planos para sacramentar a união foram interrompidos na noite desta quarta-feira por criminosos que o mataram em um assalto a uma loja.

O pedido foi feito à noiva no último dia 10 e foi transmitido ao vivo pelas redes sociais. “E ele segue me surpreendendo sem hora nem data específica. Amor, eu tenho uma vida só e mesmo assim quero dividi-la com você. É um luxo ser sua!”, escreveu a mulher do policial cerca de uma hora após a proposta, realizada dentro de uma loja de joias em Cabo Frio.

PM pediu mulher em casamento há 12 dias – Reprodução Facebook

 

O PM foi morto por bandidos que roubavam um estabelecimento comercial no Centro de Cabo Frio. O policial estava de folga e estava na corporação há sete anos. Em nota, a Polícia Militar lamentou a morte do cabo Luciano.

A Polícia Militar disse que o 25ºBPM (Cabo Frio) e a 126 ª DP estão trabalhando de forma integrada na busca de imagens de circuitos de segurança da região com o objetivo de prender os criminosos envolvidos no crime. O corpo do cabo Luciano será enterrado às 16h no Cemitério do município de São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos.

Policial perdeu filha atingida por tiro acidental

Em fevereiro de 2015, uma tragédia atingiu em cheio o cabo Luciano. A filha do policial, na época com 11 meses, foi atingida por um disparo acidental. O caso aconteceu em São Pedro da Aldeia, também na Região dos Lagos.

Segundo a polícia, ele estava limpando um revólver calibre 38, que disparou e atingiu a cabeça da menina. A bebê, que se chamava Eloá, foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade, mas faleceu.

Três PMs mortos em menos de 24h

Em menos de 24 horas, três policias militares foram mortos no estado do Rio de Janeiro. Dois deles estavam em serviço, e o outro foi assassinado durante uma tentativa de assalto. O número de policiais mortos no estado do Rio este ano já chega a 31, sendo 29 PMs e dois policiais civis. Dos policiais militares vitimados, nove estavam de serviço, 16 estavam de folga e dois eram reformados.

O caso mais recente foi do policial militar Felipe Santos de Mesquita, morto durante um confronto entre PMs da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) Rocinha e bandidos na parte baixa da comunidade, na localidade conhecida como Valão, na noite desta quarta-feira.

Um morador, conhecido como Marechal, que seria ambulante da Rocinha, também morreu na troca de tiros. O confronto começou por volta das 19h40 e cessou às 20h15. O tiroteio recomeçou às 21h10 e terminou às 21h30. Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) foram acionados e fizeram uma ação na comunidade. Até às 23h05, não havia informe de feridos, prisões ou apreensões.

Fonte Agência O Dia
WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com