PCMG localiza possível ossada de adolescente e de filho de sete meses em Nova Lima/MG

A Polícia Civil localizou, no início da noite dessa segunda-feira (12), os restos mortais de uma adolescente de 17 anos e do filho de apenas sete meses. A vítima estava desaparecida desde o dia 15 de janeiro deste ano e foi localizada em um local ermo, próximo à Avenida dos Diplomatas, em Nova Lima, Região Metropolitana de BeloHorizonte.

(Fotos: PCMG/Divulgação)

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O suspeito de cometer o crime é o ex-namorado da jovem, Mirio Ferraz Soares, de 28 anos.  À Polícia Civil, Mirio confessou o crime e indicou onde estavam enterrados os corpos da jovem e do bebê, filho do casal. Após queixa da família, no dia 17 de janeiro, a Divisão de Referência da Pessoa Desaparecida (DRPD) iniciou os trabalhos de busca que resultaram na suspeição de Mirio como provável autor do crime.

                                                       Divulgação PCMG

Preso

 

O suspeito, que era pedreiro, trabalhava na construção de uma casa, próxima ao local onde matou e enterrou as vítimas. No dia do crime, Mirio levou a mulher e o filho para a obra ainda inacabada. Ele alega que, por volta das 2h da madrugada, acompanhava a mulher até o ponto de ônibus. No trajeto, os dois discutiram e Mirio então estrangulou a jovem até a morte.

 

                                                                                                               Divulgação PCMG

Coletiva de imprensa

 

Conforme contou o chefe do Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Delegado-geral Rogério de Melo Franco, o suspeito alegou ter estrangulado a ex-companheira com as mãos. No entanto, foi encontrado uma braçadeira no pescoço da jovem. A perícia da polícia irá confirmar se Mirio utilizou o objeto para matar a adolescente.

Ainda de acordo com o Delegado-geral, durante a discussão do casal, a jovem deixou o bebê cair, o que resultou na morte da criança. Em seguida, ele teria jogado os corpos de mãe e filho em uma fenda do terreno, usado como lixão, e despejado terra e alguns galhos sobre a área.

De acordo com a Chefe da Divisão de Desaparecidos, a Delegada Maria Alice Faria, o suspeito ainda teria utilizado o celular da ex-namorada, simulando ser a adolescente, para enviar mensagens a familiares da jovem. Para a delegada, o objetivo era “desviar o curso das investigações tranquilizando a família da vítima”.

O suspeito foi preso em flagrante por ocultação de cadáver e irá responder ainda por duplo homicídio qualificado. Os restos mortaisdas vítimas foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML), onde passarão por exames para confirmar as identidades das vítimas.

As investigações prosseguem para elucidação total dos fatos.

Publicidade

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com